Mochila baseada no modelo americano

O equipamento N.A. (“Norte-Americano”) foi adotado em 1944 para a Força Expedicionária Brasileira. As peças de lona eram todas de fabricação nacional, confeccionadas por fabricantes diversos e sua qualidade e robustez iam desde a sofrível até a excelente. Estas postagens tratam apenas do EQUIPAMENTO INDIVIDUAL DE LONA. Nem toda peça de lona fazia parte do

Soldado Maretti do 6.o RI prestes a retornar ao front. Uniforme B2.

O amigo André uniformizado com um conjunto B-2 produzido pelo CHO e modelado a partir de um exemplar original. Este é um modelo sem alterações, que se tornaram comuns a partir do começo de 1945, com o encurtamento das blusas. Note o correto equipamento do tipo N.A., no lugar do material americano erroneamente usado no

14589881_591642097688172_7022165070972704359_o
210C, Companhia de Polícia

No intuito de colaborar com as restaurações de viaturas, na identificação de fotografias do período e com o plastimodelismo, aí vão os códigos de viaturas da FEB, em lista elaborada com a colaboração do amigo Franklin. Fotos são de origens diversas, e agradeço em particular a Igor Luiz, Julio Fidalgo e Marcos S. Cidade. Aqui

thumbnail_39
20160826_170755
I Batalhão do 6.o RI em Voghera, maio de 1945. Calça V.O. escura e blusa B-1.

A maioria dos reencenadores procura reconstituir a aparência do soldado brasileiro já no fim da guerra, ou nos desfiles de retorno ao Brasil. Foi nestas ocasiões em que a FEB conseguiu apresentar-se com seus uniformes mais padronizados e com aparência homogênea. De fato, nos meses de combate era quase impossível uniformizar toda uma divisão na

20160913_135030
20160506_173145

Esta nova tanker jacket foi retrabalhada e a maior parte dos materiais aprimorados. Ela é fabricada nos tamanhos M, G e GG. Inclui forro sintético, zíper com cursor do lado direito especialmente confeccionado (como os originais e não os zíperes nacionais, que têm o cursor do lado esquerdo), punhos, gola e cintura especialmente produzidos no

5236_943010015786582_1240624786357851061_n

Finalmente, depois de meses de busca, aperfeiçoamento e vários testes, tenho o prazer de poder apresentar as primeiras imagens do B-1 da FEB que eu desenvolvi. Como os outros uniformes da FEB com a marca do CHO, este também foi inteiramente modelado a partir de um original. O resultado é um uniforme perfeito, que considero

Aguardando o retorno para o Brasil, já com as calças B-2 e camisa B-1.
Capa de camuflagem de neve feita no Depósito de Intendência da FEB, em Livorno. Galochões de borracha e feltro americanos.

Foto-reconstruções de brasileiros em combate baseadas em imagens, equipamentos originais, entrevistas com veteranos (com metodologia e não conversas gravadas em encontros), documentos e regulamentos e uns trinta anos de pesquisa. Vai por água abaixo o mito da FEB inteiramente uniformizada pelos americanos. Mais algumas variações de uniformes vistos em combate na FEB:

Página 2 de 512345